Investigadores da Pescanova conseguem fechar o ciclo de reprodução do polvo em aquicultura a nível mundial
18 Julho, 2019

Os Astilleros Armon entregam ao Grupo Nueva Pescanova o barco Lalandii 1, o primeiro da sua nova frota para a Namíbia

Vigo, 23 de julho de 2019. O Grupo Nueva Pescanova realizou na sua sede de Chapela (Redondela) a cerimónia de entrega e batismo do barco Lalandii 1, construído pelos Astilleros Armón. Desta forma, é atingido um marco histórico para o Grupo: a conclusão do primeiro dos sete navios previstos para renovar a sua frota na Namíbia e em Moçambique, um projeto ao qual a empresa destinará um investimento de 42,5 milhões de euros e que está a gerar cerca de 200 empregos na Galiza.

O Lalandii 1 é o primeiro dos três pesqueiros de 50 metros de comprimento fora a fora que a empresa está a construir para o processamento de pescada e que trabalhará para as suas filiais NovaNam e Lalandii na Namíbia. A isto devem-se adicionar outros quatro navios congeladores de 32 metros para a pesca do lagostim da filial Pescamar em Moçambique.

Ao evento assistiram autoridades como Alberto Núñez Feijóo, presidente da Xunta de Galicia; Hilaria Mukapuli, Presidente da Câmara Municipal de Lüderitz (Namíbia) e madrinha do Lalandii 1, que iniciou a sua carreira profissional trabalhando na fábrica da Pescanova em Lüderitz; Digna Rivas, Presidente da Câmara Municipal de Redondela; os conselheiros do Mar e Economia e Indústria da Xunta de Galicia, Rosa Quintana e Francisco Conde, respetivamente; e Juan Ignacio Gandarias, diretor geral da Ordenação Pesqueira e Aquicultura do Ministério da Agricultura, Pesca e Alimentação, entre outros.

No seu discurso, o presidente da Xunta de Galicia, Alberto Núñez Feijóo, destacou que “Vivemos um momento muito importante para a Galiza. Hoje é um dia para falar de confiança em dois setores estratégicos para a economia galega: o setor pesqueiro e o naval. O projeto para a construção de sete novos navios não só representa um grande investimento, mas também muita carga de trabalho. A Nueva Pescanova é uma empresa habituada a cumprir marcos e agradeço que este contrato seja o mais importante efetuado na Espanha por uma empresa do setor pesqueiro”. Durante a sua intervenção, também destacou o compromisso do Grupo Nueva Pescanova na Namíbia, onde “dá emprego a mais de 2.000 pessoas e leva a cabo todo o tipo de ações através de programas de bolsas de estudos ou da construção de creches, entre outros”.

Jacobo González-Robatto, presidente do Grupo Nueva Pescanova, garantiu que: “O batismo do Lalandii representa um marco para o Grupo: estamos na disposição de crescer com confiança a partir de uma posição sólida. A criação de postos de trabalho é da máxima importância para a empresa e hoje não só realizamos a entrega de um novo navio, mas também a constatação do nosso compromisso de criação de emprego local nos sítios onde operamos, assim como a contribuição para o desenvolvimento económico e social das comunidades em que estamos presentes”.

A conclusão da construção do Lalandii 1 representa um novo avanço depois da execução, no início de mês, do lançamento à água do navio congelador “Ponta Matirre”, o primeiro dos que farão parte da frota da Pescamar em Moçambique. Os navios mais avançados da empresa estão a ser fabricados na Galiza, entre Vigo e Burela (Lugo) pela Astilleros Armón e incorporarão motores de alta eficiência energética, melhoramentos no sistema de processamento a bordo e um maior conforto para as tripulações.

Com efeito, a inovação é um sinal de identidade que o Grupo Nueva Pescanova tem gravado no seu ADN, e que é partilhado pelos seus mais de 10.000 empregados em todo o mundo. Prova disso é o facto de, já em 1960, a empresa ter posto em funcionamento uma tecnologia revolucionária que permitiu, pela primeira vez na história, a criação do primeiro barco congelador a bordo do mundo, marco que estabeleceu um antes e um depois no setor da pesca a nível mundial. Atualmente, o Grupo Nueva Pescanova conta com uma frota de 70 navios que trabalham no Hemisfério Sul.

FICHA TÉCNICA NAVIO LALANDII 1:

Arrastão pesqueiro

Bandeira: Namíbia

Porto de Base: Lüderitz (Namíbia)

Classificação: Bureau Veritas

Comprimento Fora a Fora Total: 49,65 m

Acomodação: 30 tripulantes + 1 enfermaria

Potência: 1.600 kw

Realidade virtual: utilizou-se a realidade virtual como ferramenta para a conceção e o melhoramento constante do barco durante a sua construção, um processo pioneiro no setor.

Eficiência: o navio incorpora equipamentos de última geração e a sua gestão eletrónica permite um alto rendimento, diminuindo consumos e emissões.

Qualidade: concebido para obter a máxima qualidade no processamento, dispõe de uma área de separação de bycatch, desperdícios e evisceração por vácuo e máquina de lavar com água e ar.

Conceção: Os Astilleros Armón, a equipa de pesca da Nueva Pescanova e profissionais da empresa na Namíbia, desde capitães de barco a chefes de máquinas, contramestres e inclusivamente reformados que conhecem na perfeição as características do banco de pesca, colaboraram na conceção do Lalandii 1. 

Contacto

Tesa Díaz-Faes Santiago
Directora de Comunicación Grupo Nueva Pescanova
Tel. +34 610 53 36 50
Beatriz Zabala
Ketchum
Tel. +34 912 04 42 10 / +34 917 02 73 00